Diário de viagem: Porto!

OI gentemm!

Hoje eu vou falar sobre a segunda cidade que fomos, Porto (Portugal). Também já postei fotos de lá aqui no blog, em Viagem pt. 02. Mas agora eu vou falar de lá mais detalhadamente.

Primeiro, Porto é linda! Não mais que Lisboa, mas é ❤ Porto tem bastante coisa pra fazer, principalmente por ser uma cidade com uma vida jovem e universitária muito grande, e que se orgulha bastante disso. Pra quem gosta de sair a noite, balada e bares, mas também pra quem gosta de comida boa e ambiente tranquilo, lá é ótimo.

Um pouco sobre o município…

Porto fica na região norte de Portugal e é a segunda maior cidade de Portugal, multicultural e muito turística. Está à beira do Rio Douro e teve sua vida e dinâmica sempre voltada à esse rio e à navegação.

A região de Porto, assim como a de Bragança, foi espaço de ocupação celta e depois romana; nessa época, chamava-se Portus Cale – que alguns dizem ter sido o que originou o nome do país. Por causa da ocupação Moura na península, a cidade foi reconquistada por volta de 999 d.C. e foi berço de vários reis portugueses, inclusive de D. Afonso Henriques (ou Afonso I), conhecido também como “O Conquistador”.

Porto teve ainda muita importância no decorrer da história de Portugal, tanto política quanto comercialmente. Foi de lá, por exemplo, que saíram as naus de Vasco da Gama, e também resistiu a vários cercos até meados do século XIX.

Minha experiência…

Primeiro, vou falar do meu hotel – aliás, doS meuS hotéIS heheheh. Em Porto, por causa de uma confusão com as reservas, nós ficamos em 3 hotéis diferentes. O primeiro e o segundo eram hostels, bem simples mesmo, mas em quarto triplo com banheiro só para nós (eu, minha mãe e meu irmão). Os dois eram na região bem central e, por isso, em prédios velhos e por dentro era só escada, e daquelas de caracolzinho bem estreita. Tirando isso, eram tranquilos, nada de muito bom nem de muito ruim. Aliás, tem uma coisa ruim: não tinha ventilador nem ar condicionado e a cidade tava um forno do cão (acho que todo Portugal estava hehehe).

Bem, segundo, o transporte em Porto. Lá, não precisa de transporte, porque dá pra fazer tudo a pé ❤ amo essas cidades europeias por isso, sério. Cê faz tudo andando, pelo centro todo, e é tudo velho, lindo e cheio de história. mas se precisar, o transporte funciona muito bem e é bem baratinho 🙂

Terceiro, a comida… ah, comida nham nham tem a tradicional Francesinha, que é um tipo de sanduíche típico de lá, que é uma delícia (em alguns lugares). Você encontra francesinha em todo lugar, mas em poucos ela é realmente boa, viu? Se você comer uma e não curtir, não desiste!

como-fazer-francesinha-com-batata-frita

Além disso, na Ribeira tem vários restaurantes e tem comidas típicas como bacalhau (À Brás é o meu favorito da vida, comi umas 500 vezes, e eu não gosto de bacalhau, viu?!), costelinha de porco e outras, além de muita sangria, o licor beirão e a Ginginha (um licor feito de uma prima-irmã da cereja) também.

Bem, vou falar alguns lugares que eu não deixaria de conhecer de jeito nenhum:

Centro histórico e ribeira: “Se perca” pelo centro da cidade, e faça tudo andando: Estação São Bento, Avenida dos Aliados, Torre dos Clérigos, Igreja do Carmo e a Universidade do Porto, chegando até os jardins do Palácio de Cristal.

Ande também pelas ruelas que ligam a Sé à Ribeira, que é uma experiência ímpar ❤ Na Ribeira, tire tempo para olhar o rio e sentir a vibração dos turistas no local, que é super movimentando, tem artistas de rua, restaurantes e muito movimento. Você pode comer por lá, andar pela praça da ribeira e pela rua São João, ou ir até a Ponte Luís I, que tem uma visão bem bonita do rio e da cidade. Dali, você pode subir de volta para o centro pelo funicular, que tem uma vista LINDA, tanto de dia quanto de noite.

Por fim, vá à rua de Santa Catarina, se quiser fazer compras!

Jardins do Palácio de Cristal: Bem, dá pra passar a metade de um dia nesse jardim, fazer pic nic lá, curtir os pavões e as feirinhas que sempre tem por lá (quando fui era de coisas naturais e sustentáveis), ou só procurar um lugar mais favorável como mirante, para tirar foto da vista do rio e de Vila Nova de Gaia, na outra margem.

O jardim é lindo, tem flores e plantas diferentes, e é enorme. Ele também é super alto e dá uma visão muito legal. Vale muito a pena!

Caves de vinho do porto: Esse ultimo passeio imperdível é em Vila Nova de Gaia, de frente para a Ribeira. Pegue o metrô para os Jardins do Mosteiro, que é um parque bonito, com uma vista também linda, e uma estação bastante diferente do metrô. De lá, você pode descer andando ou de bondinho, até a beira do rio.

Na beira, vocês encontre MUITOS restaurantes e passeios de barcos, além das diversas caves de vinho do Porto, onde o vinho é guardado e maturado (o vinho do Porto não é produzido em Porto, viu?!). Eu sinceramente não achei nada de mais o passeio dentro da cave, mas muita gente gosta, e normalmente no fim você tem degustação de vinho. Escolhemos a primeira que eu simpatizei e realmente era boa (dizem que tem umas que são bem ruinzinhas, não seja muito murrinha! pagamos 8 euros no passeio com degustação se não me engano,mas tem umas de 2 euros, e outras de 20!). Só o passeio pelo “calçadão” já é gostoso, e as barraquinhas de produtos para turistas (comidas, artesanatos, etc) também!

Bem, eu gostei muito de Porto dessa vez, mais do que das outras. Espero que vocês tenham gostado do que leram e do que viram hehehe

Beijosss

Anúncios

Opine também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s