Cores reveladas!

Cores reveladas!

500x_brinkmannstatuebig_2
Estátua de um arqueiro, do templo de Afaia, na ilha grega de Aegina.

Sabe aquelas estátuas gregas bonitas e limpas, branquinhas, de pedra, que estamos acostumados a ver pela internet, em fotos, museus, mostras, filmes e diversas reportagens? Bem, elas podem ser menos brancas do que pensávamos!

Em 2007, pesquisadores utilizaram uma técnica de iluminação chamada “raking light” com luz ultravioleta sobre esculturas gregas e tornaram possível a reconstituição das tintas utilizadas nestas esculturas e assim, suas cores originais.

article-1305025-0ADF0B40000005DC-943_634x311

article-1305025-0ADF09D9000005DC-279_634x606
Estátua do imperador Calígula, cuja face jovem e serena contrasta com a crueldade com a qual é relatado nos textos.

Essa técnica, já muito utilizada em pinturas para distinguir padrões de cores e pinceladas, possibilitou o mapeamento dos padrões de pintura nas esculturas. Outra técnica utilizada possibilitou, então, a aproximação das cores reais utilizadas nas formas, baseada em restos orgânicos originários das tintas.

Os autores da pesquisa montaram uma mostra com as criações a partir dessas pesquisas, cujas imagens reproduzimos algumas aqui.

500x_brinkmannstatues2big_0
Estátua de Augusto, o primeiro imperador de Roma.

Saiba mais em…

Luz ultravioleta revela como eram de verdade as estátuas da Antiguidade Clássica, do site Cliografia.

Colorizing classic statues returns them to antiquity, do site de notícias da Universidade de Harvard, USA.

Anúncios

Opine também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s